clube de jazz  
 
agenda notícias store
 
o jazz jazz brasil ao vivo galeria
 
 
colunas
perfil
eventos
lançamentos
entrevistas
acorde final
 

Pérolas Instrumentais em forma de Cd's

Os destaques na metade desse segundo semestre de 2005 ficam para os cd's de Moacir Santos, Gabriel Grossi, Alex Buck, Marcos Valle e o grupo Moderna Tradição.

De cima para baixo: Moderna Tradição, Gabriel Grossi, Marcos Valle, Alex Buck e Moacir Santos.

10/10/2005 - Wilson Garzon

Moderna Tradição (Núcleo Contemporâneo)

O grupo formado pelo pianista Benjamim Taubkin, pelo bandolinista Isaías Bueno de Almeida, pelo violonista Israel 7 Cordas, pelo saxofonista Naylor Proveta e pelo percussionista Guello, se reuniu para prestar homenagem a um dos mais importantes movimentos da música brasileira. No repertório estão incluídas composições de Pixinguinha ("Coxixando", "Lamentos" e "Proezas de Solon"), Jacob do Bandolim ("Vibrações" e "Pérolas"), Ernesto Nazareth ("Gotas de Ouro"), Garoto ("Lamentos do Morro") e K-ximbinho ("Sonoroso").

Gabriel Grossi: Diz que fui por aí (Delira Music)

O jovem gaitista brasiliense radicado no Rio de Janeiro, é um dos representantes de uma geração de músicos que tem causado grande impacto na cena musical brasileira. Aliando um extraordinário vigor e virtuosismo a uma sensibilidade muito própria, Gabriel transita pelos limites da gaita cromática.

Seu disco de estréia tem recebido as melhores críticas tanto em relação à original concepção musical quanto ao trabalho de composição e arranjo. Segundo Mauricio Einhorn, Gabriel " é um gaitista espetacular um músico de forte personalidade movido por uma enorme paixão pela gaita e pela música, me encho de orgulho em ter participado desse brilhante cd”

Marcos Valle: Jet-Samba (Dubas)

Jet-Samba é o mais novo disco de Marcos Valle, um dos maiores nomes da música popular brasileira. Muito admirado e reconhecido por seu trabalho também no exterior, o artista se tornou uma referência para a música moderna em todo o mundo. Este é o primeiro trabalho em anos de sua carreira totalmente produzido, gravado e masterizado no Brasil, onde atua como produtor, compositor, músico e arranjador de todas as faixas, fazendo releituras de músicas suas já conhecidas do público, como o tema de abertura da novela "Selva de Pedra" e, ainda, apresentando belíssimos temas inéditos de sua autoria, com a participação de um time de músicos de primeira qualidade.

Alex Buck: Luz da Lua (Maritaca)

Nascido em São Paulo em 1980, Alex Buck inciou sua formação muito cedo, tocando piano e flauta na escola de música CLAM, do Zimbo Trio. Aos onze anos de idade inicia o curso de bateria que passa a ser seu instrumento principal. Teve como professores músicos renomados como Nenê, Silvia Góes, Bob Waytt, Cuca Teixeira e Sandro Haick. Seu primeiro cd,“Luz da Lua”, lançado no segundo semestre de 2005, conta com as participações especiais de Arismar do Espírito Santo, Léa Freire, Thiago do Espírito Santo, Filó Machado e outros.

Moacir Santos: Choros & Alegria (Biscoito Fino)

Esse álbum nasceu do convívio do compositor e maestro Moacir Santos com os músicos Mario Adnet e Zé Nogueira, produtores de “Ouro Negro”. Se “Ouro Negro” traz a obra de Moacir já em seu apogeu, no cume da maturidade, “Choros & Alegria” documenta em parte uma primeira fase de sua música, obras que começaram a serem feitas 30 anos antes da revolução modernista de “Coisas”.Wynton Marsalis comparou Moacir a Thelonius Monk, a Beethoven, pela inventividade, a Duke Ellington pela clareza orquestral. E disse que, como poucos, o compositor e maestro brasileiro sabe misturar a música européia com suas raízes africanas e com a liberdade do jazz. (Hugo Sukman)

Topo da página | Envie a um amigo | Voltar para Lançamentos

 
copyright clube de jazz 2004  
cadastre-se   termos de uso   contato   sobre nós